Buscar
  • Marcelo Rosário da Silva

EXPRESS YOURSELF

Atualizado: 22 de Jul de 2019




Um de nossos lemas aqui na Deans é a ampla e incrível frase: Express Yourself.

Não, não é a música da Madonna. Talvez um pouco da Born This Way da Lady Gaga, mas ainda mais...muito mais.

Polêmicas a parte entre estas duas músicas (gostamos mais da BTW, desculpa M.), queremos alimentar a ideia de todos saírem do conforto do silêncio e finalmente se expressarem!

Não há nada melhor que botar para fora suas opiniões, discutir, protestar e lutar por seus direitos, expor sua arte, seu estilo, seus sentimentos, seu amor...sua vida e a de outros.

Ninguém está sozinho(a). Pelo contrário, existe muita semelhança entre todos nós. Até nas coisas mais ridículas que foram "memetizadas" com o famoso “quem nunca?" (exemplo: o clássico recolher da perna que estava fora do cobertor para se refrescar, com medo de algum fantasma puxar seu pé).

Cara, somos todos humanos! Existe muita gente ruim nesse mundo que não deixa as pessoas serem felizes, mas também existe muita gente boa que faz de tudo para os outros alcançarem a felicidade, liberdade e justiça.

Infelizmente, uma parte gigante das injustiças tem como alvo as minorias sociais.

É irônico pensar que praticamente 100% dos argumentos que fomentam os discursos de ódio advém dos próprios atos desses autointitulados “cidadãos de bem" – expressão esta que foi deturpada numa tentativa bem-sucedida de maquiar seu próprio antônimo.

Ora, não teríamos tanto tráfico de drogas ilícitas se houvesse legalização, não teríamos políticos corruptos se não fossem eleitos candidatos sujos, não teríamos tanta violência se nosso sistema de educação fosse eficaz, não teríamos reincidência de crimes se nosso sistema carcerário realmente funcionasse para ressocializar o preso, não teríamos a política de cotas raciais se não houvesse mais racismo e tivéssemos tantos negros quanto brancos nas universidades, não teríamos intolerância religiosa se cada um seguisse sua própria crença sem julgar a alheia, não teríamos tantos afetados pela fome se os grãos destinados para o consumo de carne desenfreado fossem utilizados para alimentar pessoas, assim como não teríamos tanto dano ambiental se aprendêssemos a respeitar a natureza e os direitos dos animais, não seríamos o país que mata mais pessoas LGBT se admitíssemos que amor não se mede e não olha gênero, não teríamos que insistir tanto no feminismo, se as mulheres tivessem as mesmas oportunidades que os homens, e por aí vai, vai e vai ainda mais.

Parece uma lógica tão simples, não? Mas por que ainda estamos no caos que continuamos vivendo dia após dia, era após era?

Porque não nos expressamos!

Quem pensa errado, quem fomenta ódio, quem propaga notícias falsas, quem pratica o preconceito, mesmo quando disfarçado de piada, quem se deixa manipular pelas grandes corporações e políticos ditadores que buscam somente o lucro e poder próprio, quem gosta de julgar e odiar sem analisar todo cenário, esses não ficam nem um pouco calados.

Eles não param um segundo de se expressar e condenar ainda mais o futuro da humanidade. As redes sociais não param, os grupos de WhatsApp continuam apitando, as violências crescem e crimes ficam cada vez mais bárbaros.

Pois é, o ódio e os erros do passado estão dominando outra vez.

A notícia ruim é essa.

A notícia boa é que todos que pensam errado - categorizando "errado" no sentido de pensamentos que ferem outros, não confundindo com opiniões construtivas - ainda podem voltar a ter/alcançar sua essência humana.

Acreditamos e insistimos que todos no mundo podem ser ressocializados para uma sociedade justa. Não, agora não estamos falando daqueles que estão atrás das grades, mas sim daqueles que deixam suas mentes e sua humanidade encarceradas dentro deste banco construído pelos piores banqueiros do mundo.

Às vezes a intenção de muitos não é fazer mal, mas certas ingenuidades, conivências, vulnerabilidades e, principalmente, o silêncio promovem o mal.

Então, o que diabos estamos esperando?

Precisamos de mais expressão!

Ainda existe esperança, e garantimos que não é uma armadilha.

#BeARebel

OBS: Falamos muito de humanidade neste post. Mas será que um dia, em toda a história humana, realmente chegamos nela? Vamos discutir isso em post próprio, onde abordaremos a frase "vejo humanos, mas não vejo humanidade".

#humanidade #expressionismo #discursosdeódio #racismo #homofobia #feminismo #mal