Buscar
  • Gabrielle Canena

CIRO GOMES

Atualizado: 22 de Jul de 2019









Partido: PDT Nascimento: Pindamonhangaba (SP)

Idade: 60 anos

Profissão: Advogado e professor universitário

Carreira política: Deputado estadual do Ceará (1983 a 1988), prefeito de Fortaleza (1989 a 1990), governador do Ceará (1991 a 1994), ministro da Fazenda (1994 a 1995), ministro da Integração Nacional (2003 a 2006) e deputado federal (2007 a 2011).

Candidatura registrada em 10 de agosto

Ocupação declarada: advogado; bens declarados: R$ 1.695.203,15

Vice: Kátia Abreu (PDT); ocupação declarada: senadora; bens declarados: R$ 2.690.466,21

Relator do registro: ministra Rosa Weber


Ciro Gomes, em entrevista concedida em agosto de 2017: "Ninguém pode ser contra ou a favor de qualquer tipo de expressão de amor. É um direito individual. Claro que eu sou a favor de qualquer tipo de amor, para parodiar o verso de Lulu Santos", respondeu Ciro ao ser questionado sobre casamento gay.


Ciro Gomes, no programa Roda Viva, em maio:

"Eu acho que o aborto é uma tragédia, fundamentalmente uma tragédia humana, uma tragédia emocional, uma tragédia de saúde, e não vejo qual é o sentido de você ainda pesar o peso do Estado sobre essa tragédia", disse Ciro. O candidato do PDT se declarou pessoalmente contra o aborto. No entanto, Ciro acredita que a mulher deve ter autonomia sobre o que acontece sobre seu corpo. "O aborto é uma tragédia humana. É morte. Quem pode ser a favor disso? Mas acho que esse é um assunto da mulher, da família e não da política, do governo e, muito menos, da polícia". afirmou Gomes em entrevista ao programa Gordo a Go-Go em 2002.


Eu não facilitarei a posse de arma para ninguém.Ciro Gomes, em entrevista no Twitter Brasil em setembro de 2017."O maior equívoco para enfrentar a bandidagem, a violência que nos amedronta, é imaginar que uma população armada, sem maior treinamento, vai reduzir a violência. Isso não é a experiência que a gente conhece no mundo. Os países que restringem o uso de armas têm menos violência. Eu não facilitarei a posse de arma pra ninguém porque eu sou amante da paz e quero nosso povo protegido", afirmou Ciro.


Em entrevistas, o ex-governador do Ceará costuma citar experimentos internacionais sobre a descriminalização. “Como presidente, vou propor um debate, chamar todas as correntes morais, religiosas, especialistas, todos os ângulos. Em seis meses nós teremos uma proposta nova para resolver a questão da política de drogas”, afirmou recentemente. “Portugal achou um caminho. Até quantidade tal de droga a,b,c ou d afirmada por especialistas o assunto não é da política nem da Justiça, o assunto é da redução de danos, da saúde pública. E está sendo visto um êxito muito grande, maior que o Uruguai, nossa referência mais próxima no assunto”, argumentou. Ciro defende que o debate sobre a legalização das drogas está intimamente ligado à segurança pública e à corrupção. “O Brasil está produzindo exército de reserva para uma altíssima periculosidade e sofisticada organização criminosa. Agora, naturalmente, o passo seguinte é entrar na estrutura do Estado”, argumentou. Para Ciro, o “moralismo religioso” não deve pautar o debate. “O usuário não é criminoso. É preciso descriminalizar o uso, mas pesar a mão no tráfico. Pesar muito pesadamente. Quanto à legalização, por outro lado, as experiências não funcionaram”, defendeu.


Privatizações- Diz que, em geral, não é contrário a privatizações e vai definir ao longo do governo possíveis vendas de empresas. No entanto, tem adiantado com frequência que é contra a privatização da Petrobras.

Programas sociais- Defende a manutenção do Bolsa Família. Para ele, o programa deve ser aprimorado e oferecer uma “porta de saída”. “O que emancipa uma nação é o trabalho dignamente remunerado.”

Previdência Social- Acredita que a proposta do governo Temer aumenta a cobrança sobre os mais pobres sem resolver o problema. A sugestão de Ciro é adotar um novo modelo de aposentadorias, baseado em capitalização. Sua proposta é o de contas individuais: o mesmo valor pago na ativa, somado aos rendimentos financeiros, é o que sustentaria a aposentadoria.

Reforma Trabalhista- Promete um plebiscito para revogar a reforma trabalhista aprovada pelo governo Temer.

Segurança Pública- Defende a instituição de um sistema nacional de segurança, que promova a integração das polícias pelo país. Também promete reforçar as agências de inteligência como forma de combate ao narcotráfico e às facções criminosas.

Teto dos gastos públicos- Se eleito, prometeu trabalhar para revogar a medida, que chama de “estupidez impraticável”. Para Ciro, o teto sufoca as possibilidades de investimento do Governo Federal.

Política econômica- Defende a tributação sobre dividendos e lucros dos acionistas, o aumento do imposto sobre heranças de 8 para 24% e corte de 15% nas isenções tributárias, com exceção da Zona Franca de Manaus.


As propostas de Ciro preveem um papel maior do Estado na indução do desenvolvimento econômico. O pedetista pretende ampliar o investimento em infraestrutura, que deverá atingir o nível de R$ 300 bilhões por ano, com auxílio do BNDES. Outra proposta do pedetista é criar um fundo para ajudar os brasileiros com nomes sujos por dívidas a refinanciar suas pendências e aumentar a margem de consumo da população.

-Petróleo e gás: pretende fomentar a exploração dos materiais e usar para abastecer o mercado interno

-Reduzir a dependência internacional na saúde, aumentando a produção de medicamentos, máquinas e próteses

-Investir na formação de um complexo industrial do agronegócio para tornar o setor mais competitivo internacionalmente

-Formação de complexo industrial da defesa para trazer mais independência ao setor no País

-Redução da taxa de juros

-Implantar tributação sobre lucros e dividendos

-Ele critica a reforma da Previdência proposta por Temer, mas defende que haja mudança na área. Ele propõe mudança do regime de repartição (em que os contribuintes em atividade pagam os benefícios dos aposentados) para capitalização (trabalhadores poupam para a própria aposentadoria)

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR AS PROPOSTAS DE GOVERNO DO CANDIDATO.

#ELEIÇÕES #cirogomes #brasil #política